Está doente o amado do Senhor

Jerusalém celebrava a Festa da Dedicação, e Jesus aproveitando a oportunidade, para lá se dirigiu para visitar o Pórtico de Salomão e ensinar a sua doutrina às multidões. Onde quer que Jesus se encontrasse, ele falava sobre si, sua doutrina e missão. Por isso neste dia ele foi tremendamente agredido a ponto de quase ser apedrejado e preso, mas ele se livrou das mãos de seus opositores retirando-se com os discípulos para as margens do Rio Jordão, no lugar onde João Batista batizava. Muitos foram ao seu encontro e, após ouvi-lo, concluíram que “João não fez nenhum sinal, mas tudo que nos disse a respeito deste homem, é verdade”, e creram em Jesus – Jo. 10.41-42.

Em Betânia, uma aldeia próxima de Jerusalém, morava uma família amada por Jesus, três irmãos: Marta, Maria e Lázaro. Lázaro ficou gravemente enfermo, e suas irmãs enviaram um mensageiro para informar a Jesus e solicitar a sua presença. O mensageiro disse a Jesus: “Senhor, aquele a quem amas, está enfermo”. Jesus, porém afirmou: “esta enfermidade não é para morte, mas sim para a Glória de Deus, e para que seu Filho seja por ela glorificado” – Jo.11.3-4.

Lázaro e seus familiares não eram os únicos que precisavam de Jesus. Ele estava no meio de uma multidão portadora de toda sorte de enfermidades e permaneceu ali atendendo a todos para então ir em socorro da família amada. Lá chegando seu amigo estava morto há quatro dias e suas irmãs choravam a desventura de irreparável perda, mas, como Jesus já havia dito, o fato, como aconteceu, foi para a Glória de Deus, e também para que seu Filho fosse glorificado.

A Palavra de Deus em João 3.16, informa que “Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.

Informado de que Lázaro, seu amado amigo estava gravemente enfermo, a seu tempo Jesus para lá se dirigiu, e não simplesmente o curou, mas restituiu-lhe a vida, trazendo à família novos tempos de alegria e paz.

Como Marta e Maria clamaram ao Senhor a favor do seu irmão a quem Jesus amava, precisamos clamar e dizer a Deus que o mundo, por quem Ele deu seu Filho unigênito, está doente. Levantemos em oração e clamemos a Deus: “Senhor aquele que tu amas está doente”. Tenha misericórdia de nós, Senhor, cura a nossa terra!

 

Com Estimas

Ridaut Dias Silva

Membro da IM em Tucuruvi
Março/2014

Celebrações aos Domingos, às 9h e às 19h

Rua Ausônia, 310, Tucuruvi, São Paulo/SP

(11) 2203.8658 | comunicacao.tucuruvi@gmail.com

 

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon

Jesus te ama

e eu também!

© 2013 by MINISTÉRIO DE COMUNICAÇÃO